quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Como usar crochê na decoração da casa

Crochê entra em cena na decoração para dar um toque artesanal a casa

Atualizado em 07/12/2011
Marcia Asnis
Conteúdo do site MÁXIMA
Sucesso nas passarelas, o crochê também pode dar um charme especial à decoração da sua casa. Aproveite aquela peça que você ganhou da vovó, dê linha à sua  imaginação e personalize diversos objetos

 
Crochê na decoração
As capas de almofada com aplicação de bordado podem ser lavadas na máquina
Foto: Bruno Carvalho/Empório Fotográfico
Conforto com personalidade
Transforme suas simples almofadas em peças únicas. Que tal aplicar mandalas ou qualquer outro motivo bordado nelas? Basta costurar o crochê à mão no centro ou nos cantos do tecido. Almofadas nos mesmos tons deixam o ambiente chique.


 
Crochê na decoração
TPara fazer o crochê da manta, escolha uma lã bem macia. Assim a peça ganha caimento
Foto: Bruno Carvalho/Empório Fotográfico
Sofá repaginado
Uma alternativa charmosa para as tradicionais capas de sofá é a manta de crochê. Aqui, foi feita uma espécie de patchwork com motivos diferentes. Mas você pode juntar peças com desenhos e cores variadas e criar uma manta bem alegre.

 
Crochê na decoração
Use a mesma técnica de revestimento do nécessaire para encapar uma carteira de mão
Foto: Bruno Carvalho/Empório Fotográfico
Nécessaire com estilo
Até a sua bolsinha de maquiagem pode ter um toque pessoal. Você vai precisar de um bordado na medida exata do objeto - que, de preferência, deve ser de tecido para o crochê ter um caimento melhor. Dá para usar cores no mesmo tom ou contrastantes com o nécessaire.


 
Crochê na decoração
Com um pedaço de crochê e uma pedra você cria um lindo peso de papel para o seu escritório
Foto: Bruno Carvalho/Empório Fotográfico
Acessório de peso
Uma criação simples, mas de grande efeito: pedras revestidas de crochê para servir de peso de papel! Antes de copiar a ideia, lave bem a pedra e deixe-a secar naturalmente. Envolva-a com o bordado e uma as pontas com costura à mão.

0 comentários:

Postar um comentário