terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

25ª Feira de Artes da Vila Pompéia

25ª Feira de Artes da Vila Pompéia
“Um quarto de século... eu já sabia disso!”


"Em 2012, a Feira de Artes da Vila Pompéia completa 25 anos em uma edição que promete ser histórica.

E nessa ocasião, não podemos deixar de lembrar a trajetória desse evento, que acompanhou diversos momentos da história do Brasil, suas revoluções culturais, modernização e o surgimento de novos movimentos culturais.

Quanto a Feira de Artes da Vila Pompéia foi criada, no final dos anos 80, seus idealizadores tinham como objetivo a transformação social através da cultura e criar uma vitrine a céu aberto para artistas populares e consagrados. Um evento que sempre trouxe novidades vindas de artesãos de todo o Brasil e atrações diversas do cenário musical.

Na 25ª edição da Feira, brindaremos, e compartilharemos, com o público um pouco desse ¼ de século produzindo e promovendo cultura, sempre como muito amor e dedicação para o nosso querido público".

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Valentine´s day

Oiiii, vcs conhecem a história de São Valetim?
O Dia dos Namorados ou Dia de São Valentim é uma data especial e comemorativa na qual 
se celebra a união amorosa entre casais sendo comum a troca de cartões e presentes 
com simbolismo de mesmo intuito, tais como as tradicionais caixas de bombons. 
No Brasil, a data é comemorada no dia 12 de junho.
A história do Dia de São Valentim remonta a um obscuro dia de jejum tido em homenagem a São Valentim. A associação com o amor romântico chega depois do final da Idade Média, durante o qual o conceito de amor romântico foi formulado.
O bispo Valentim lutou contra as ordens do imperador Cláudio II, que havia proibido o casamento durante as guerras acreditando que os solteiros eram melhores combatentes.
Além de continuar celebrando casamentos, ele se casou secretamente, apesar da proibição do imperador. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens lhe enviavam flores e bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor. Enquanto aguardava na prisão o cumprimento da sua sentença, ele se apaixonou pela filha cega de um carcereiro e, milagrosamente, devolveu-lhe a visão. Antes da execução, Valentim escreveu uma mensagem de adeus para ela, na qual assinava como “Seu Namorado” ou “De seu Valentim”.
Considerado mártir pela Igreja Católica, a data de sua morte - 14 de fevereiro - também marca a véspera de lupercais, festas anuais celebradas na Roma antiga em honra de Juno (deusa da mulher e do matrimônio) e de Pan (deus da natureza). Um dos rituais desse festival era a passeata da fertilidade, em que os sacerdotes caminhavam pela cidade batendo em todas as mulheres com correias de couro de cabra para assegurar a fecundidade.
Outra versão diz que no século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar o Dia de São Valentim como a união do Dia dos Namorados. A data foi adotada um século depois nos Estados Unidos, tornando-se o The Valentine's Day. E na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Por isso, os namorados da Idade Média usavam esta ocasião para deixar mensagens de amor na soleira da porta do(a) amado(a).
Atualmente, o dia é principalmente associado à troca mútua de recados de amor em forma de objetos simbólicos. Símbolos modernos incluem a silhueta de um coração e a figura de um Cupido com asas. Iniciada no século XIX, a prática de recados manuscritos deu lugar à troca de cartões de felicitação produzidos em massa. Estima-se que, mundo fora, aproximadamente mil milhões (Portugal) (um bilhão no Brasil) de cartões com mensagens românticas são enviados a cada ano, tornando esse dia um dos mais lucrativos do ano. Também se estima que as mulheres comprem aproximadamente 85% de todos os presentes no Brasil.
O dia de São Valentim era até há algumas décadas uma festa comemorada principalmente em países anglo-saxões, mas ao longo do século XX o hábito estendeu-se a muitos outros países.
Todo dia é dia de dizer "EU TE AMO"! Certo? 
É por isso que termino este post com Luís de Camões: 
Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões

OBS: Imagens retiradas da internet e texto http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_dos_Namorados

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Embalagens

Embalagens para pronta entrega! 


Embalagem para presentear!


Visite a loja Tutto Carino!
Ou entre em contato no e-mail: tuttocarino@gmail.com